Como emitir notas fiscais eletrônicas de serviço?

Se a sua questão é entender como emitir nota fiscal eletrônica de serviço (NFS-e), saiba que ela tem as suas peculiaridades. Em primeiro lugar, tenha em mente que este documento atende, especificamente, a aqueles que pagam o Imposto Sobre Serviço de Qualquer Natureza (ISSQN) sob qualquer regime tributário.

Como emitir notas fiscais eletrônicas de serviço?

Até o momento, a NFS-e não é obrigatória em certas localidades do país, e seu projeto está em desenvolvimento pela Receita Federal e Abrasf (Associação Brasileira de Finanças de Capitais). Mas já existem sistemas públicos que permitem a sua emissão, ao lado de opções privadas na forma de softwares e sistemas online.

Para emitir as suas notas fiscais eletrônicas de serviço, você terá que fazer o seguinte:

  • Cuidar do seu credenciamento

O seu primeiro passo será fazer o credenciamento da sua empresa junto à sua prefeitura. Os documentos necessários e procedimento a ser seguido durante essa etapa variam a cada localidade, por isso procure informações diretamente no órgão governamental ou com um contador experiente.

De qualquer forma, assim que tudo estiver aprovado e resolvido, sua senha será desbloqueada e você terá acesso ao sistema público de geração de notas eletrônicas.

  • Verifique seus dados

Antes de começar a emitir notas fiscais, verifique se os dados da sua empresa estão corretos no sistema. Se houver qualquer erro, entre em contato imediatamente com a prefeitura, e peça a correção. Estando tudo certo, verifique se você tem algo a mais a acrescentar em seu cadastro, como seu site, e-mail ou logomarca.

  • Comece a emitir as suas notas fiscais

Agora, finalmente chegou a hora de você começar a emitir as suas notas fiscais eletrônicas. Você vai começar escolhendo o método de emissão:

  • Intermediação: no qual você vai indicar o CNPJ da empresa intermediária.
  • Substituição: no qual você vai adicionar o CNPJ do tomador e o número da nota a ser substituída.
  • Nenhum dos casos acima: será gerada uma nota fiscal comum.

Em seguida, você irá escolher a sua atividade, selecionando a opção mais adequada do campo específico – essas atividades são definidas de acordo com o seu cadastro junto à prefeitura.

Caso você selecione a opção de dedução da base de cálculo, o preenchimento é específico para essa necessidade. E o valor total será deduzido da nota emitida.

Por fim, você fará o detalhamento do serviço da mesma forma que faria em uma nota fiscal convencional. Lembre-se apenas de que a identificação dos serviços deve seguir o que está previsto no Sistema Público de Escrituração Digital (Sped). É possível, por exemplo, descrever mais de um serviço desde que todos estejam relacionados a um único item da lista e que tenham a mesma alíquota e tomador de serviço.

Quando o procedimento é finalizado, você pode optar por cadastrar o e-mail do seu cliente para que ele receba uma cópia eletrônica da nota fiscal – e você receberá um e-mail automático com o endereço de acesso da nota, sendo que esta continuará disponível para consulta e cancelamento posterior.

Leave a Reply

Next ArticleComo cancelar uma nota fiscal eletrônica?