Entenda as principais diferenças entre os certificados A1 e A3

Os certificados digitais são parte obrigatória do processo de emissão de nota fiscal eletrônica. É com eles que você comprovará a sua identidade e a da sua empresa, além de garantir a segurança da sua transação comercial.

Existem dois tipos de certificados digitais: o A1 e o A3. E é importante que você entenda as diferenças entre cada um deles antes de comprar o seu, já que cada um atende a necessidades diferentes.

Certificado Digital A1

Preferido por quem quer um certificado mais flexível, o A1 é um documento eletrônico o qual é instalado diretamente no computador do empreendedor ou no servidor da empresa. Ele pode ser instalado em vários computadores ao mesmo tempo e muitos softwares de emissão de notas fiscais já vem com ele de fábrica (o custo está incluído no preço).

Como ele já fica instalado no computador ou servidor, o certificado é automaticamente chamado na hora de emitir uma nota fiscal eletrônica, tornando o processo mais fácil e rápido. Ele também não precisa de senha para ser validado. Além disso, o mesmo certificado A1 pode ser usado para emitir NF-e e NFC-e.

Por outro lado, a validade deste certificado é mais curta em relação ao A3: apenas 12 meses.

Certificado Digital A3

Já o certificado digital A3 precisa de um dispositivo token USB (estilo pendrive) ou de um leitor específico para ser utilizado, tornando-o uma solução portátil. Ele também solicita a digitação de senha para ser usado – o que torna o seu uso mais seguro.

Sua validade pode ser de até 3 anos, porém só pode ser usado em um único computador por vez, o que o torna pouco prático para empresas de médio e grande porte, ou com unidades múltiplas.

Além da emissão de NF-e, o certificado digital A3 pode ser usado para acessar o SPED Contábil, a Declaração sobre Operações Imobiliárias (DOI) e o Sistema Integrado de Comércio Exterior (Sicomex). No estado de São Paulo, ele é aceito pelo DETRAN para a E-CNHsp e o CRVsp.

 

Leave a Reply

Next ArticleQuais são as principais Autoridades Certificadoras?